6 de ago de 2016

Folha intacta...

.

:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

Este poema foi encontrado no
bolso de um soldado desconhecido,
em pleno campo de batalha.
Do corpo estraçalhado do rapaz, restava intacta uma
folha de papel, onde se podia ler:

"Escuta, Deus, jamais falei
contigo.

Hoje quero saudar-te. Bom dia! Como vais?

Sabes?
Disseram que tu não existes

E eu, tolo, acreditei que era
verdade.

Nunca havia reparado na tua obra.

Ontem à
noite, da trincheira rasgada por granadas,

Vi teu céu
estrelado

E compreendi então que me enganaram.

Não sei se apertarás minha mão.

Vou te explicar e
hás de compreender.

É engraçado: neste inferno
hediondo

Achei a luz para enxergar teu rosto.

Dito isto,
já não tenho muita coisa a te contar:


que...que...tenho muito prazer

Em conhecer-te, Amigo!"


PAZ E LUZ PARA TODOS VOCÊS!!!
  
-:¦:-E-:¦:-

Um Dia Abençoado para todos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!