26 de mar de 2010

Espinho Alheio

.

:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:--:¦:

Durante a Era Glacial, muitos
animais morriam por causa do frio.

Os porcos-espinhos,
percebendo esta situação,
resolveram se juntar em grupos,
assim se agasalhavam e se
protegiam mutuamente.

Mas os espinhos de cada um feriam
os companheiros mais próximos,
justamente os que lhes forneciam calor.

E, por isso tornavam a se
afastar uns dos outros.

Após isso, voltaram a
morrer congelados e
precisavam fazer uma escolha:

Desapareceriam da face da Terra,
ou aceitavam os espinhos do semelhante.

Depois de pensarem muito e sabiamente,
decidiram voltar e ficarem juntos.

Aprenderam, que conviver com as
pequenas feridas que uma relação
muito próxima podia causar, era melhor,
porque o calor do outro aquecia e
permitia que eles permanecessem vivos.

Neste momento especial da Quaresma
pensemos em quantos vícios
trazemos conosco, os vícios da
não aceitação, da reclamação,
não amamos nosso próximo como
nós mesmos, não perdoamos as falhas
e os espinhos alheios...

A Quaresma é a nossa libertação...
Nos ensinando a aceitar os espinhos
enviados, porque eles nos fortaleceram.

PAZ E LUZ PARA TODOS VOCÊS!!!
   
-:¦:- E -:¦:-
 
Um Dia Abençoado para todos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!